Formação inicial e iniciação a docência: uma análise a partir do subprojeto PIBID Educação Física

  • Ana Nathalia Almeida Callai Universidade Federal de Santa Maria, (Brasil)
  • Rhenan Ferraz de Jesus Universidade Federal de Santa Maria, (Brasil)
  • Rosalvo Luis Sawitzki Universidade Federal de Santa Maria, (Brasil)

Resumen

Procuramos compreender as contribuições e implicações do subprojeto “PIBID Educação Física Ensino Fundamental Anos Finais” à formação inicial e à iniciação docente de acadêmicos bolsistas deste programa. Este trabalho caracteriza-se, quanto aos objetivos, como um estudo descritivo e, quanto aos procedimentos, a um estudo de campo. Entre os resultados, destacamos que o subprojeto supracitado visa qualificar a formação de seus bolsistas no sentido de corroborar para a construção de sua identidade docente. Nesse contexto, concluímos que as trocas de experiências entre a universidade e a escola são imprescindíveis, pois os saberes articulados em ambas podem auxiliar os acadêmicos a melhor compreender as práticas educativas e a atuação profissional.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Brasil. (2009). Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID. Subprojeto Cultura Esportiva da Escola.

Cole, A. L; Knowles, J. G. (1993). Teacher development partnership research: a focus on methods and issues. American Education Research Journal, 30(3), 473-495.

Colombo, B. D; Cardoso, A. L. (2008). Formação inicial em Educação Física e atuação na escola: a hora da verdade. Motrivivência, XX(30), 111-127.

Damazio, M. S; Silva, M. F. P. (2008). O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a Prática, 11(2), 189-196.

Ferreira, L. A. (2005). As lições da interação professores e futuros-professores para a formação inicial em educação física. In: Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores, 8., 2005, Águas de Lindóia. Anais... Águas de Lindóia: Universidade Estadual Paulista.

Figueiredo, Z. C. C. (2014). Formação de professores de educação física: elementos para pensar uma epistemologia das práticas formativas. Vitória: EDUFES.

Freitas, H. B. (2014) A importância do Espaço Físico e Materiais Pedagógicos para as aulas de Educação Física na Escola Pública do município de Unaí – MG. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física – Licenciatura) – Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Universidade Aberta do Brasil. Buritis: UnB/UAB. 36 f.

García, C. M. (1999). Formação de professores – para uma mudança educativa. (Coleção Ciências da educação: Século XXI) Porto: Porto Editora.

Gil, A. C. (2008). Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas.

Graça, A. B. S. (2001). O conhecimento pedagógico do conteúdo: o entendimento entre a pedagogia e a matéria. In: Gomes, Paula Botelho; Graça, Amândio Braga dos Santos. (Orgs.) Educação Física e Desporto na escola: novos desafios, diferentes soluções. Porto: FCDEF-UP, 107-120.

Knowles, J. G; Cole, A. L; Presswood, C. (1994). Through preservice teachers’ eyes: experiences through narrative and inquiry. New York: McMillan College Publishing Co.

Libâneo, J. C. (2004). .Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. 8ª ed. São Paulo: Cortez.

Lima, M. W. S. (Coord.). (1986). Espaços Educativos: uso e construção. Brasília: MEC/CEDATE.

Lopes, A. R. L. V; Tomazetti, E. M. (Orgs.). (2013). PIBID-UFSM: experiências e aprendizagens. São Leopoldo: Oikos.

Macedo, M A. F. (2011). Esporte: Criação de Espaços Alternativos na aula de Educação Física. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense, 2008. v. 1. (Cadernos PDE). Curitiba: SEED. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2017.

Marques, M O. (2003). A formação do profissional de educação. 4ª ed. Ijuí: Ed. Unijuí.

Minayo, M. C. S. (2010). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12. ed. São Paulo: Hucitec.

Mizukami, M. G. N et al. (2002). Escola e aprendizagem da docência: processos de investigação e formação. 2ª. ed. São Carlos: EdUFSCar.

Orlandi, E. P. (2005) Análise do Discurso: princípios e procedimentos. 6ª ed. Campinas: Pontes.

Pimenta, S. G. (1999). Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. Nuances, v. 3, set. Disponível em: http:// http://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/download/50/46. Acesso em: 15 nov. 2016.

Rocha, C. C. T. (2013). Saberes da docência aprendidos no PIBID: um estudo com futuros professores de sociologia. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Educação. Ceará: UECE, 60 f.

Rezer, R; Fensterseifer P. E. (2008). Docência em Educação Física: reflexões acerca de sua complexidade. Pensar a prática, 11(3), 319-329.

Rodrigues, G. S. (2011). Infraestrutura para Educação Física Escolar: Implicações na Pratica Pedagógica do Professor de Educação Física. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado do Pará. Pará: UEPA.

Sawitzki, R. L. (2013). Subprojeto PIBID Educação Física “Cultura Esportiva da Escola”. In: LopeS, Anemari Roesler Luersen Vieia; Tomazetti, Elizete Medianeira. (Orgs.). PIBID-UFSM: experiências e aprendizagens. São Leopoldo: Oikos, 27-46.

Selles, S. E. (2002). Formação continuada e desenvolvimento profissional de professores de ciências: anotações de um projeto. ENSAIO – Pesquisa em Educação em Ciências, 2(2), 167-181.

Shulman, L. (1987). Knowledge and teaching: foundation of the new reform. Harvard Education Review, 57(1), 1-22.

Silva, M. (2009). Complexidade da formação de professores: saberes teóricos e saberes práticos. São Paulo: Cultura Acadêmica.

Silva, M. S; Bracht, V. (2005). Intervenção profissional durante a formação inicial: contradições e possibilidade das experiências docentes precoces em Educação Física. Motrivivência, XVII(25), 57-76.

Silva, J. L; Júnior, R. L. (2015). Infraestrutura para educação física na rede escolar estadual de Goiatuba – GO: uma descrição sobre a realidade escolar. Enciclopédia Biosfera, 11(20), 456-469.

Silva, M. R; Pires, G. L. (2006). Formação Inicial e Capacitação continuada em serviço de professores de Educação Física: duas faces do mesmo desafio. Motrivivência, XVIII(26), 09–14.

Triviños, A. N. S. (1987). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo, Ática.

Welter, J; Sawitzki, R L. (2014). As implicações do subprojeto Cultura esportiva na escola – PIBID/EDF para a formação inicial em Educação Física. Motrivivência, 26(43), 262-276.
Publicado
2017-12-29
Cómo citar
Almeida Callai, A., Ferraz de Jesus, R., & Sawitzki, R. (2017). Formação inicial e iniciação a docência: uma análise a partir do subprojeto PIBID Educação Física. Educación Física Y Ciencia, 19(2), e031. https://doi.org/10.24215/23142561e031
Sección
Artículos