“Eu não desisto fácil”

Narrativas de formação e atividade profissional de uma professora de educação física

  • Marcos Godoi Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá-MT, (Brasil)
  • Viviani Darolt Rabelo Rede Municipal de Educação de Cuiabá-MT, Brasil, (Brasil)
  • Evando Carlos Moreira Universidade Federal de Mato Grosso, (Brasil)

Resumen

O objetivo deste estudo foi investigar o percurso de formação e atuação profissional de uma professora de educação física no desenvolvimento de projetos extracurriculares de ginástica e de dança nas escolas onde atuou. Realizamos um estudo de caso, com uma professora de educação física de Cuiabá-MT, Brasil, com 19 anos de experiência profissional. Dentre os resultados, identificamos em sua narrativa a influência da sua formação pré-profissional e profissional; a fase de entrada na carreira; a fase da diversificação; de questionamento profissional e o investimento em projetos extracurriculares de ginástica e dança. Além de professora de educação física, ela também atuou como articuladora do programa Mais Educação e como formadora na Secretaria Municipal de Educação, o que denotou envolvimento e diversificação do exercício da docência.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Almeida, L. & Fensterseifer, P. E. (2007). Professoras de educação física: duas histórias, um só destino. Movimento, 13(2), 13-35.

Alves-Mazzoti, A. J. (2006). Estudos de caso: usos e abusos. Cadernos de Pesquisa, 36(129), 637-651.

André, M. E. D. A. (1984). Estudo de caso: seu potencial na educação. Cadernos de Pesquisa, 49, 51-54.

Costa, B. de O., Henrique, J. & Freitas, R. C. de. (2011). Escolha profissional e história de vida: uma análise da indução na carreira docente em Educação Física. Anais Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e Congresso Internacional de Ciências do Esporte. Porto Alegre: CBCE. Recuperado de: http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2011/2011/paper/view/3671/1666

Faria, B. de Almeida, Bracht, V., Da Silva Machado, T., Aguiar Moraes, C. E., Ribeiro Almeida, U. y Quintão de Almeida, F. (2010). Inovação pedagógica na educação física. O que aprender com práticas bem sucedidas? Ágora para la EF y el Deporte, 12(11), 11-28.

Folle, A., Faria, G., Boscato, J. & Nascimento, J. V. (2009). Construção da carreira docente em educação física: escolhas, trajetórias e perspectivas. Movimento, 15(1), 25-49.

Folle, A. & Nascimento, J. V. (2009). Momentos marcantes da trajetória docente em educação física. Motriz, 15(1), 92-103.

Folle, A. & Nascimento, J. V. (2010). Trajetória docente em educação física: percursos formativos e profissionais. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 24(4), 507-523.

Figueiredo, V. M. C. de. (2013). A dança, a escola e seus diferentes espaços e tempos. Dança, 2(2), 81-92.

Gonçalves, J. A. M. (1995). A carreira das professoras do ensino primário. Nóvoa, A. (Org.). Vidas de professores. (2a ed., pp. 141-169). Porto, Brasil: Porto Ed.

Gonçalves, D.; Richter, A. C. & Bassani, J. J. (2017). História(s) da docência na educação física da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 39(4), 362-370.

Goodson, I. F. (1995). Dar voz ao professor: as histórias de vida dos professores e o seu desenvolvimento profissional. Nóvoa, A. (Ed.). Vidas de professores. (2a ed., pp. 63-78) Porto, Brasil: Porto Ed.

Huberman, M. (1995). O ciclo de vida profissional dos professores. Nóvoa, A. (Ed.). Vidas de professores. (2a ed., pp. 31-61) Porto, Brasil: Porto Ed.

Machado, T. S., Bracht, V., Faria, B. de Almeida, B., Moraes, C. E., Almeida, U. y Quintão de Almeida, F. (2010). As práticas de desinvestimento pedagógico na educação física escolar. Movimento, 16(2), 129-147.

Moita, M. da C. (1995). Percursos de formação e transformação. Nóvoa, A. (Ed.). Vidas de professores (2a ed., pp. 111-140). Porto, Brasil: Porto Ed.

Santos, N. Z.; Bracht, V. & Almeida, F. Q. (2009). Vida de professores de educação física: o pessoal e o profissional no exercício da docência. Movimento, 15(2), 141-165.

Silva, L. O. & Molina Neto, V. (2010). O processo de identização docente na Rede Municipal de Porto Alegre. Educação e Realidade, 35(1), 209-231.

Tardif, M. & Lessard, C. (1999). Le travail enseignant au quotidien: contribution à l’étude du travail dans les métiers et les professions d’interactions humaines. Québec, Canada: Presses Université de Laval.

Wittizorecki, E. S.; Molina Neto, V. & Bossle, F. (2012). Mudanças sociais e o trabalho docente de professores de educação física na escola. Movimento, 18(1), 149-169.
Publicado
2018-07-27
Cómo citar
Godoi, M., Rabelo, V., & Moreira, E. (2018). “Eu não desisto fácil”. Educación Física Y Ciencia, 20(3), e053. https://doi.org/10.24215/23142561e053
Sección
Artículos