Oficina de brinquedos e brincadeiras na promoção de comportamentos sociais

  • Leys Eduardo dos Santos Soares Universidade Federal da Paraíba, (Brasil)
  • Elizara Carolina Marin Universidade Federal de Santa Maria, Brasil., (Brasil)
  • Pierre Normando Gomes-da-Silva Universidade Federal da Paraíba, Brasil., (Brasil)

Resumen

Este artigo apresenta a análise dos resultados de uma intervenção com a Oficina de Brinquedos e Brincadeiras (OBBA) no comportamento de crianças identificadas com condutas antissociais. Pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo pesquisa-ação, realizada com uma turma do 5º ano do Ensino Fundamental, numa escola pública de João Pessoa-PB. Os alunos foram identificados por meio de um roteiro de observação e avaliados, antes e durante a OBBA, pela Escala de Tendência Antissocial (ETA). Após período de implementação do projeto, em suas diferentes etapas (Apresentação, Avaliação, Implementação, Intervenção), evidenciou-se pela ETA um aumento significativo de ações sociais de emprestar, oferecer, auxiliar, agradecer, elogiar e dialogar, naqueles com condutas antissociais.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Elizara Carolina Marin, Universidade Federal de Santa Maria, Brasil.

Professora do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Santa Maria (Brasil). Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Lazer e Formação de Professores (GPELF/UFSM).

Pierre Normando Gomes-da-Silva, Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Professor do Departamento de Educação Física da Universidade Federal da Paraíba. Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade, Cultura e Educação (GEPEC/UFPB).

Citas

Abramovay, M. (2002). Escola e violência. Brasília: UNESCO.

Abramovay, M., Cunha, A. L., Calaf, P. P. (2009). Revelando tramas, descobrindo segredos: violência e convivência nas escolas. Brasília: RITLA, SEEDEF.

Abramovay, M., & Rua, M. G. (2002). Violências nas escolas. Brasília: UNESCO.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brasil. (2013). Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação.

Freire, J. B. (1994). Educação de corpo inteiro: teoria e prática da Educação Física. São Paulo: Scipione.

Freire, J. B. (2007). Conviver e aprender. En: Gomes-da-Silva, P. N., & Caminha, I. O. (Coords.). Aprender a conviver: um enigma para a Educação. (pp. 49-64). João Pessoa: Editora Universitária UFPB.

Godoy, A. S. (1995). Introdução a pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, 35(2), 57-63.

Gomes-da-Silva, P. N. (2016). Educação física pela pedagogia da corporeidade: um convite ao brincar. Curitiba, PR: CRV.

Gomes-da-Silva, P. N. (2013). Oficina de brinquedos e brincadeiras. Petrópolis, RJ: Vozes.

Gomes-da-Silva, P. N. (2015). Semiótica dos jogos infantis. João Pessoa: Ed. Universitária da UFPB.

Gomes-da-Silva, P. N. (2014). Pedagogia da corporeidade: o decifrar e o subjetivar na educação. Tempos e espaços em Educação, 7(13), 15-30.

Gomes-da-Silva, P. N. (2012). A corporeidade do movimento: por uma análise existencial das práticas corporais. En: Hermida, J. F., & Zoboli, F. (Coord.). Corporeidade e educação. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB.

Mattos, G. (2010). Dicionário júnior da língua portuguesa. São Paulo: FTD.

Sanmartín, M. G. (2005). Aprendizagens de valores sociais através do jogo. En: Murcia, J. A. M. (Coord.). Aprendizagem através do jogo. Porto Alegre: Artmed.

Thiollent, M. (1994). Metodologia da pesquisa-ação. (6ª ed.) São Paulo: Cortez.

Winnicott, D. W. (1999). Tudo começa em casa. (3ª ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Winnicott, D. W. (1982). A criança e o seu mundo. (6ª ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Winnicott, D. W. (2012). Privação e delinquência. (5ª ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Winnicott, D. W. (1975). O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago.

Winnicott, D. W. (2000). Da Pediatria à Psicanálise: obras escolhidas. Rio de Janeiro: Imago.

Winnicott, D. W. (1983). O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artmed.
Publicado
2019-12-19
Cómo citar
dos Santos Soares, L., Marin, E., & Gomes-da-Silva, P. (2019). Oficina de brinquedos e brincadeiras na promoção de comportamentos sociais. Educación Física Y Ciencia, 21(3), e093. https://doi.org/10.24215/23142561e093
Sección
Artículos